• Hamasul News

SERVIÇOS COMBINADOS: terceirização e administração no condomínio

O síndico Ozeas Siqueira conta como é a experiência em seu prédio



Sr. Ozeas Siqueira, síndico do edifício Ilha de Noronha

Ao longo dos seus 20 anos de existência, a Hamasul cresceu muito sua atuação na baixada santista, especialmente na cidade de Praia Grande. Fazendo parte de nossa parceria e com crescimento semelhante na região, temos a empresa Predial Star, especializada em terceirização profissional para condomínios.


Simbolizando o crescimento da parceria Hamasul – Predial Star na cidade de Praia Grande, nesta edição, o entrevistado é o Sr. Ozeas Siqueira, síndico do edifício Ilha de Noronha, o maior condomínio de nossa carteira e o primeiro em adotar 100% dos serviços de terceirização da Predial para o seu prédio. Confira:


Por que o senhor resolveu terceirizar o serviço dos funcionários do prédio?

A facilidade que eu vi nisso é a questão financeira. Com os dois unidos eu consigo negociar melhor e reduzir o custo de algumas coisas no condomínio. O meu trabalho aqui também é um trabalho unido. O síndico e o subsíndico, temos os conselheiros para os quais acabamos delegando algumas tarefas para que eles pudessem realizá-las também. Nossos conselheiros não são apenas para ver livros, mas também para atuar junto com o síndico. Então o trabalho não fica tão pesado.


Como você faz essa divisão de tarefas no dia-a-dia?

Eu nunca tinha sido síndico. Vim ser síndico pela primeira vez aqui. São duas torres com 150 moradores, então é um negócio muito grande e eu não tinha todo esse conhecimento. Então, quando nós (o corpo diretivo) nos unimos, foi com esse propósito: de criar uma equipe de trabalho, com o meu nome, mas que eu não trabalharia sozinho. Nós temos um bombeiro que entende de segurança; temos uma advogada que pode ver a parte jurídica...


Há quanto tempo você é sindico? Como tem sido essa experiência?

Estou há dois anos no cargo. Eu venho de uma experiência de trabalho em aeroporto. Trabalhei no Aeroporto de Guarulhos durante 23 anos, numa área de manutenção, na Infraero. Então, isso me deu conhecimento nesta área de manutenção, que acaba existindo num prédio. Esta área eu domino, então o meu dia-a-dia é supervisionar os dois zeladores que temos aqui, que são muito bons, e são meus olhos no prédio. Nós estamos sempre melhorando o prédio, não temos nenhum problema financeiro além da taxa normal de inadimplentes, mas a administração segue em paz.


O prédio do litoral tem algumas peculiaridades. Temos uma taxa de ocupação maior em determinada época do ano e menor no resto, e também uma questão geográfica, que afeta a manutenção, como maresia e corrosão. Como vocês lidam com essas dificuldades?

O trabalho é feito por um de nossos zeladores, que chamamos de zelador de manutenção, que periodicamente olha os efeitos da maresia nos portões e nas câmeras para evitar a corrosão.


Na questão da alta temporada, cito um exemplo: nós temos dois portões de garagem. Nós acabamos de trocar as roldanas do portão grande, que é pesado, para que não enfrentássemos futuros problemas.


Também já fizemos a manutenção das caixas d'água. Estávamos com um problema na caixa de gordura que também já foi solucionado, e já fizemos a limpeza dos dutos, para que na temporada não tivéssemos problemas em relação a isso. As bombas de água que também jogam a água para cima também já estão preparadas para funcionar, sendo monitoradas na guarita. Temos duas simultâneas, então quando desliga uma, a outra funciona, assim nunca param de jogar a água pra cima. Esse trabalho já está sendo feito antes, agora (em novembro, data da realização da entrevista), para que não tivéssemos problemas na temporada.


Você acha importante fazer esse trabalho de antecipar possíveis problemas?

Tem que antecipar. Isso vêm da minha experiência com o aeroporto: nós tínhamos que antecipar algumas situações entre setembro, outubro e novembro para que no fim do ano não tivéssemos problemas com o acúmulo esperado de passageiros. No ano passado, o único problema que tivemos foi um problema de pressão de água da rua, que não tinha nada a ver com o prédio. Nessa época, é comum chegar menos água da rua. Pensando nisso, adotamos uma estratégia de desligar as bombas entro de um horário em que as pessoas saem do prédio para ir para a praia, para que possa encher a cisterna e, quando o pessoal estiver voltando, nós voltamos a ligar, para que possam usar e não falte para ninguém. Estamos trabalhando junto de nossos zeladores para fazer algo legal.


Como você mantém o contato com a administradora para ajudar nesse dia-a-dia?

Tanto na Hamasul quanto na Predial Star, já temos um contato muito próximo e amigável e o fato da Predial pertencer ao grupo Hamasul, nos ajuda muito na comunicação e credibilidade da empresa. E uma prática que já vêm de outros anos é aumentarmos a mão-de-obra tanto na área da faxina quanto na de portaria para a alta temporada. Sempre contratamos uma faxineira a mais e um porteiro a mais para tomar conta e monitorar a garagem. No acordo que temos com a Predial, já temos funcionários extras aqui trabalhando, e já estão sendo preparados hoje para que ao chegar ao momento da alta temporada, já estar acostumado. O nosso segundo zelador, que chamamos de zelador administrativo tem tomado conta dos porteiros e das faxineiras e tem tido um olho clínico para preparar as pessoas para que trabalhem bem.


Você tem alguma curiosidade do dia-a-dia do prédio para contar?

A curiosidade é uma novidade: nós acabamos de instalar internet no prédio por fibra ótica, com uma empresa regional. Nós pegamos uma quantidade de megas e distribuímos pelo prédio através de replicadores de sinal. Nós estamos com distribuição grátis de wi-fi nos corredores do prédio. O que o povo hoje quer é internet! (risos) A pessoa que vier para cá não vai comprar um pacote e deixar parado no apartamento, então pessoal vêm para cá sem internet. Nós distribuímos pelo prédio, para que quem vêm de São Paulo ou de outro lugar para passar um final de semana tenha pelo menos uma internet básica sem problema nenhum.

208 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo