top of page
  • Foto do escritorHamasul News

CUIDADOS COM A PISCINA

No verão, o uso dela aumenta - e os cuidados devem acompanhar

Crédito: Pixabay

A alta temporada é o momento onde o prédio necessita de maiores cuidados de manutenção. E, sem sombra de dúvida, a piscina é o local mais frequentado das áreas comuns no prédio nessa época, portanto o cuidado com a manutenção da mesma não pode ser negligenciado. O engenheiro químico Nilson Maierá, autor do livro "Piscina litro a litro" e consultor do Sindi Clube é professor e palestrante sobre assuntos relacionados a piscinas e explica a importância de se fazer o tratamento correto. "A falta de tratamento físico ou químico pode acarretar uma série de doenças, tendo a água como veículo transmissor", explica Nilson.

Hoje, o uso do cloro é o mais comum, pois ele possui qualidade que outros desinfetantes não têm, com um efeito prolongado. Mas existem outros tipos de tratamento menos conhecidos. "Ozônio, radiação ultravioleta, ionização são tratamentos alternativos, mas sempre usados em conjunto com o cloro, com concentração reduzida", explica Nilson. "O sal usado em piscinas não é desinfetante, mas é através dele que se produz o cloro que atua como desinfetante".

 

Conheça os métodos para tratamento de água da piscina

Cloro: o método mais popular, limpa e desinfeta a água. Elimina as bactérias e outros microrganismos nocivos à saúde, e pode ser encontrado em tabletes, pó granulado e pastilhas. Os contras são seu cheiro forte, o fato de danificar os cabelos e também algumas pessoas serem alérgicas a ele.

Ozônio: é um método alternativo ao cloro, através de um gás natural que age como bactericida, algicida, fungicida e virucida. Não provoca irritação na pele, nas mucosas ou nos olhos, mas tem um custo elevado de implantação e requer pequenas reformas na piscina.

Íons de cobre: a ionização mata os organismos e as algas e ainda deixa a água mais azul e cristalina.

Salinização: a piscina com sal é um tratamento que agrada a muitos pois não é um tratamento químico, exige baixa manutenção e baixo custo.Neste processo, a salinização da água produz naturalmente o cloro. Apesar das vantagens, pode causar corrosão.


 

Outros cuidados importantes, além do tratamento da água, são as limpezas e escovação dos azulejos e do revestimento, que devem ser realizadas periodicamente pelo zelador ou funcionário designado do prédio. Neste momento, talvez seja necessário intensificar a periodicidade da limpeza, com o uso diário da piscina.

Nilson ainda levanta questões que vão além do tratamento de água. "Além da piscina, os vestiários, corredores, solários e outros anexos podem transmitir doenças. Não se pode esquecer que produtos secundários de desinfecção também são importantes. Afora o tratamento da água, deve-se pensar em piscinas seguras observando normas de prevenção para afogamentos, ralos de fundo, traumatismos e choques elétricos". Por isso, é essencial redobrar a atenção quanto às orientações do uso pelos condôminos, especialmente crianças.

45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Como funcionam os armários inteligentes para condomínios?

Inovação que está ganhando cada vez mais destaque no setor imobiliário e na gestão de propriedades, os armários inteligentes são projetados com tecnologia avançada para oferecer maior conveniência, se

O boom do mercado imobiliário na baixada

Já faz parte da rotina: andar e ver novos empreendimentos sendo erguidos, cada vez maiores e com mais funcionalidades. O litoral de São Paulo vem experimentando, especialmente nas últimas décadas, um

Comments


bottom of page