• Hamasul News

CONHEÇA PRAIAS EXÓTICAS E DESERTAS

Que tal aproveitar as férias para conhecer praias diferentes, exóticas e quase desertas? Com a temporada, muita gente desce para o litoral, mas saiba que é possível fugir das praias urbanas e encontrar pequenos refúgios ainda próximos dos centros. Separamos algumas dicas para os aventureiros e amantes da natureza, confira:


Praia do Sangava - Guarujá

Crédito: Guarujá Agora

Sangava é uma pequena praia com cerca de 90 metros, que fica cercada por mata nativa e escondida entre as pedras e a vegetação, tornando-a um pequeno oásis por conta de suas águas calmas e claras e de sua beleza natural. A maré cheia ainda forma uma piscina natural e, por conta de seu acesso, é quase deserta durante a semana, sendo um pouco mais procurada aos sábados e domingos. Como chegar: saindo do bairro Santa Cruz dos Navegantes, a trilha em direção ao Morro dos Limões dura cerca de uma hora e meia de caminhada. Mas parte da graça é justamente o caminho, que chama a atenção também pelos pássaros, borboletas e vegetação. Para quem quer encurtar o caminho, dá para pegar barca em Santos, na Ponte dos Práticos sentido Praia do Goés e seguir pela trilha, ou ir de jetsky ou barco pelo mar. O prêmio final da aventura é chegar ao pequeno santuário do Sangava.


Praia Brava - São Sebastião

Apesar da distância de cerca de 2h da região metropolitana de Santos, é um ponto que vale a visita. É um santuário ecológico que fica entre Boiçucanga e Maresias e, por ser protegido por leis ambientais, permanece inexplorado. É muito procurado por surfistas, por conta de suas ondas, e lá é possível se banhar na Cachoeira brava, uma queda d'água natural no canto direito da praia. Como chegar: a entrada para a trilha de acesso fica no km 162 da rodovia Rio-Santos. O trajeto leva cerca de 1h e possui trechos de subida íngreme.


Praia do Caramborê - Peruíbe


Crédito: André Pimentel.

A cerca de 1h30 de Mongaguá e Itanhaém, é um local para os apreciadores do ecoturismo. A praia tem 310 metros com uma faixa de areia escura, cercada por morros, vegetação restinga e com dois riachos que deságuam no mar. Fica dentro da estação ecológica da Juréia-Itatins, que preserva 80 hectares de Mata Atlântica. Como chegar: por uma trilha leve, que sai de Caramborê a partir da estrada Peruíbe-Una, com cerca de 10 minutos de caminhada. Outra opção é pela trilha do Imperador, dentro da Estação Ecológica Juréia-Itatins.


Boraceia - Bertioga

Crédito: Shutterstock.

É a opção para quem busca uma praia mais urbanizada e de fácil acesso, mas ainda assim mais tranquila. Por conta de sua faixa de areia extensa, de mais de 4km, não costuma ser preciso disputar local com a massa turística. Um dos atrativos também é o mar aberto e as águas limpas, além de possuir estrutura como quiosques para os turistas mais urbanos. Como chegar: fica na divisa com o município de São Sebastião, e o acesso é através da Rodovia Gov. Mário Covas.


Prainha Preta - Guarujá

Crédito: Shutterstock

Com 200 metros de extensão, fica isolada com acesso através de uma trilha ou pela costeira rochosa saindo de Praia Branca. É cercada pela mata atlântica e, por conta de suas águas cristalinas e calmas a maior parte do ano, recomendada para mergulhos observatórios. Seu nome é derivado das pedras escuras que a envolvem, e que produzem, com a erosão marinha, uma areia dura e mais escura. Como chegar: fica próxima de Bertioga, e o acesso é por trilha de 300 metros a partir da Praia Branca, ou por barco através do pontão de Bertioga.

80 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Com a vacinação contra a covid acontecendo na maior parte do país, é tendência que as pessoas comecem a flexibilizar o seu isolamento e programem-se para passar férias no litoral. Segundo o Vacinômetr