• Hamasul News

A casa do futuro: o que a tecnologia promete para as residências


Crédito da imagem: reprodução.


Que o futuro já chegou, a tecnologia não nos deixa mentir. De aparelhos básicos de segurança até àqueles mais avançados que são secretárias virtuais capazes de controlar iluminação da casa, ligar e desligar aparelhos eletrônicos e tocar músicas, a tecnologia continua a evoluir para tornar a vida mais cômoda, prática e para tornar nossas casas cada vez mais inteligentes. Em parceria com a Planet Smart City, que projeta e constrói condomínios e cidades inteligentes, separamos logo abaixo alguns itens que você não pode deixar de conhecer e que já são ou serão tendências no futuro próximo. Confira:


  • Câmeras inteligentes: com ela é possível monitorar a casa através de aplicativo de celular. Possui sensor de movimento. Caso alguma atividade estranha seja detectada, uma foto é enviada ao morador por meio do aplicativo, mostrando o que foi visto.

  • Central de alarme: com sensores de abertura de portas e janelas, além de sensores de movimento. Caso alguém tente abrir a porta, ou se movimente próximo ao sensor, um alarme é acionado e uma mensagem é enviada ao aplicativo de celular, para avisar o morador, caso ele não esteja em casa.

  • Smart plugs: tomadas inteligentes, podem ligar e desligar os eletrodomésticos, mesmo através de aplicativos. Ele ainda conta com um medidor de energia, sendo possível saber quanto de energia esse eletrodoméstico está gastando. Ainda se pode programar como deverá ser o uso deste aparelho.

  • Blaster de infravermelho: com esse dispositivo, é possível controlar qualquer aparelho, que tenha infravermelho, como os televisores e os aparelhos de ar-condicionado. Pode-se ainda programar quando o aparelho irá funcionar. Como, por exemplo, ligar o ar quando estiver se preparando para dormir, e ao pegar no sono o ar-condicionado ser desligado.

  • Lâmpada inteligente: luzes de leds inteligentes, podem ser programadas para serem ligadas somente quando faltar a energia elétrica, por exemplo. Pode ainda ser controlada por aplicativos e controladas a distância.

  • Alimentador de animais: esse dispositivo pode ser usado para alimentar os animais à distância. Também é controlado por aplicativo. Ainda possui câmera e microfone, sendo possível chamar o animal para comer, na hora que desejar. A comida fica acoplada ao dispositivo e pode ser despejada, quando quiser.

  • Sensor de fumaça: deve ser instalado na cozinha. Caso uma grande quantidade de fumaça for detectada, um alarme é acionado, sendo possível apagar a fumaça ou fogo antes que um grande acidente aconteça. Uma mensagem também é enviada ao aplicativo, para avisar ao morador caso ele não esteja em casa.


INTERNET OF THINGS – A nova maneira de tornar as casas inteligentes e integradas

As tecnologias residenciais podem ser usadas para facilitar a rotina e também para manter um equilíbrio com o meio ambiente. Algumas ajudam a economizar energia; outras, podem melhorar a segurança. Através do sistema Internet das Coisas ou simplesmente IoT (um conceito que se refere à interconexão digital de objetos cotidianos com a internet, conexão dos objetos mais do que das pessoas), é possível transformar lares em ambientes conectados. O Head de IOT Brasil da Planet Smart City, Pedro Braida, conta que essas tecnologias são sempre pensadas para auxiliar as pessoas que precisam ter mais agilidade na sua rotina. "Elas podem ajudar na economia de água, luz e gás. Algumas até auxiliam na segurança, como os dispositivos de alarme e de tranca de portas e janelas", explica. A empresa já usa desta tecnologia para tornar as rotinas de seus moradores mais fáceis e práticas, com a possibilidade de controlar remotamente diversos aparelhos eletrônicos através do celular.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Com a vacinação contra a covid acontecendo na maior parte do país, é tendência que as pessoas comecem a flexibilizar o seu isolamento e programem-se para passar férias no litoral. Segundo o Vacinômetr