• Hamasul News

O CRESCIMENTO DOS EDIFÍCIOS SUSTENTÁVEIS


Crédito da foto: Free Photos by Pixabay.

Isso pode te surpreender, mas o Brasil já é o quarto país com mais prédios considerados verdes do mundo. Possuímos 601 edifícios ou empreendimentos com a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design). Este é o programa mais usado no mundo inteiro para certificar prédios verdes: aqueles que possuem projetos ou sistemas que permitem uso altamente eficiente e saudável de seus recursos com redução de custos.

O Brasil fica somente atrás dos Estados Unidos (com 41.857 prédios), da China (996 prédios) e dos Emirados Árabes (791). As certificações, além de valorizar os imóveis, são tendência mundial pois permitem um uso consciente e racional dos recursos naturais, diminuindo o impacto ambiental e trazendo benefícios para as gerações futuras e também redução de custos, já que prédios sustentáveis costumam ter reuso de água, por exemplo. “Um edifício sustentável, do ponto de vista arquitetônico, é aquele que visa autonomia e minimiza seu impacto no meio ambiente”, explica Jéssica Dittrichi, arquiteta e sócia-proprietária da Predial Star. “Quando falamos em autonomia, estamos falando de um edifício que busca, por exemplo, sua própria fonte de água e energia. Existem maneiras de aumentar a independência do edifício, como a captação de água de chuva para lavagem das garagens e irrigação dos jardins do prédio; a implantação de energia solar; a preocupação em se utilizar da luz e ventilação natural, diminuindo o consumo de energia gerado por iluminação artificial e pelo maior vilão das contas de consumo: o ar-condicionado”.


Outra alternativa que tem sido usada sãos os famosos telhados verdes e ecotelhados, que ajudam no isolamento térmico, na captação de água de chuva e diminuição da poluição. “Cada vez mais estamos nos deparando com novas tecnologias que nos ajudam a criar construções com menor impacto no meio ambiente”, explica Jéssica. “Analisando a atual situação mundial e como estamos acabando com nossos recursos naturais e matando aos poucos o nosso planeta, o investimento em edifícios sustentáveis se torna extremamente necessário diante desse cenário, pois nos ajuda a diminuir nosso impacto ambiental, usando de maneira racional nossos recursos”.


Obviamente, quando um empreendimento é pensado de maneira sustentável desde sua fase inicial, a sua implementação é mais fácil e o investimento nos sistemas é bem menor. Porém, Jéssica dá dicas de estratégias que podem ser aplicadas no dia-a-dia, pelos síndicos e moradores, em prédios já existentes. “A iniciativa da separação do lixo reciclável, a substituição das telhas da churrasqueira por telhas ecológicas, torneiras temporizadoras, a captação de água de chuva através de cisternas separadas das potáveis podem ser implantadas sem grande custo. Outra técnica que pode gerar um custo um pouco maior, mas com inúmeros benefícios, é a implantação de jardins verticais ou telhados verdes. O importante é aderir à uma postura mais sustentável, mais consciente sobre a forma como utilizamos nossos recursos e como nos livramos dos resíduos”.

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo