• Hamasul News

Curta as férias com cuidado e segurança


Crédito da imagem: Pexels @ Pixabay

As férias são momentos de relaxamento e diversão. É em janeiro que o litoral recebe um número crescente de turistas, na chamada época de alta temporada, que procuram os seus apartamentos e casas de veraneio como uma alternativa de lazer para passar as férias. Entretanto, é preciso se atentar para alguns cuidados que devem ser tomados, a fim de manter tudo sob controle de forma segura, e evitar que ela se torne uma outra dor de cabeça. E os cuidados precisam ser ainda maiores no momento que estamos vivendo. Confira nossas dicas!


Cuidado com a covid-19

Com o retorno da baixada santista para a fase amarela, junto ao resto do estado, pode não ser o melhor momento para curtir a praia como rotineiramente. Anteriormente, durante o período de restrição, foi proibida a frequentação das praias; e mesmo com a abertura, de início era permitido apenas corridas e caminhadas e mergulhos no mar, não sendo permitidos a instalação de guarda-sóis e cadeiras para ficar na praia; e a organização de esportes que causassem aglomerações, tais como futevôlei. Com a variação nas taxas, cada Prefeitura pode tomar as decisões de voltar com restrições conforme o desenvolvimento das pandemia. É essencial que todos tenham consciência e obedeçam às regras dos órgãos públicos e evitem aglomerações. E é muito importante lembrar: a pandemia do coronavírus não acabou! Portanto, o uso de máscaras se faz não só necessário, como obrigatório, inclusive na praia. Todos nesse momento querem curtir suas férias, mas no momento atípico que estamos vivendo, é preciso fazer isso com responsabilidade e respeito aos demais.


Afogamentos

Infelizmente, é nessa época que ocorrem o maior número de acidentes relacionados à afogamentos, especialmente de crianças. Acompanhamos nos últimos meses mais de dez notícias relacionadas a mortes por afogamentos em praias brasileiras. Inclusive, um vídeo impressionante mostrou uma criança de seis anos sendo resgatada pelo guarda-vidas na praia de Juquehy, em São Sebastião. O menino de seis anos nadava com o irmão quando foi levado pela correnteza e não conseguiu voltar.


Para evitar tais acontecimentos, os Bombeiros recomendam que crianças não entrem no mar desacompanhadas, e que sejam respeitadas as sinalizações em relação às zonas perigosas e com correntezas, e as orientações dos guarda-vidas. Conhecer a profundidade do local em que mergulhará, evitar ingerir bebidas alcoólicas e alimentos pesados antes de mergulhar e não superestimar sua capacidade de nadar também são dicas que ajudam a prevenir acidentes e fatalidades.


Crianças perdidas

Fique sempre de olho nas crianças. É muito comum que elas se percam na praia e não saibam voltar. Dependendo das circunstâncias, pode facilitar rapto ou desaparecimento. Combine sempre com elas um ponto de encontro, como um quiosque, caso se percam, e sempre esteja supervisionando suas atividades.


Consumo de alimentos e sujeira nas praias

Lembre-se que outro risco são os alimentos consumidos na praia. Evite a compra de produtos de origem duvidosa, principalmente lanches e frituras cuja procedência não possa ser comprovada, pois elas podem ocasionar infecções e intoxicações alimentares. Também não deixe lixo na praia: além de ser uma falta de educação ou higiene, garrafas e latas podem ser escondidas pela areia e machucar outras pessoas que podem pisar nelas.


Atropelamentos

Não só na praia mora o risco: também acompanhamos pela imprensa dois casos de pessoas que foram atropeladas no litoral, sendo que um deles foi enquanto atravessavam a rua em direção à orla. Esses casos aumentam durante a temporada. Portanto, é muito importante prestar atenção especial às crianças (que devem ser atravessadas sendo seguradas pelas mãos), atravessar nas faixas, com os semáforos de veículos fechados. Às vezes, a distração da praia pode provocar um leve instante de desatenção – o suficiente para um acidente. E aos motoristas, sempre lembrar que, apesar de estarem de férias, é preciso atenção ao volante e não se deve dirigir alcoolizado.

1 visualização0 comentário