top of page
  • Foto do escritorHamasul News

Arquitetura em edifícios: conheça quatro tendências para 2023


Continuidade entre os cômodos com decorações delimitando cada espaço é uma das tendências. Crédito da imagem: jarmoluk @ Pixabay

A arquitetura, assim como outros setores da economia, representa as necessidades da sociedade – e por isso, ela vai se adaptando e se transformando conforme a sociedade avança. Por isso, em 2023, algumas tendências na arquitetura marcam novas necessidades dos futuros moradores em novos empreendimentos. Na opinião do arquiteto Luiz Mori Neto, da Construtora Andrade Ribeiro, a versatilidade do uso dos espaços e as possibilidades de um empreendimento facilitam as novidades da área. "Cada projeto tem suas características e dificuldades que devem ser transpostas com ousadia. O construtor que está sempre aberto a novas ideias com tendências modernas e cleans para os ambientes só tem a ganhar", finaliza.


Nesse sentido, o especialista elenca quatro tendências da arquitetura em edifícios residenciais para o ano de 2023. Confira:


1 - Layouts: decoração entre os ambientes

O layout dos interiores dos apartamentos tem sido pensado como grandes espaços únicos. Isso significa uma continuidade entre os cômodos, que podem, ainda assim, ter ambientações diferentes e itens de decoração, como biombos, plantas e elementos de madeira. "Isso torna os espaços amplos mais aconchegantes e sem perder a visão e a união do todo", afirma.


2 - Cores claras, para ter leveza

Os clientes têm demandado por leveza na tonalidade das cores dos apartamentos e dos edifícios como um todo. De acordo com Mori Neto, os moradores querem cores mais claras, pois essas tonalidades nunca deixam a percepção dos ambientes cansativa. "A escolha da cor vai desde os pisos e paredes até móveis e objetos. São as cores que comandam toda a escolha de um projeto de interiores. Tonalidades off white, beges e cinzas mais claros são as queridinhas do momento. Mas isso pode ser complementado por um quadro de cor marcante, uma parede ou mesmo um painel de madeira e um tapete, por exemplo", diz.


3 - Fachadas com elementos de destaque

As fachadas são a cara do edifício, aquilo que, muitas vezes, chama a atenção dos futuros moradores no primeiro momento. Por isso, a tendência na arquitetura de novos empreendimentos é buscar elementos que proporcionem uma aparência diferenciada. Segundo o arquiteto, grandes lajes, vidros e até vegetação abundante podem ser explorados. "Itens decorativos que criem movimentos e conjuntos de volumes bem definidos como uso de pedra, concreto e madeira (ou algo que imite madeira) podem fazer a diferença. Até mesmo toques de iluminação estão em alta".


4 - Terraço compartilhado

Os locais de uso coletivo dos edifícios precisam atender às demandas de cada morador. Por isso, segundo Mori Neto, quanto mais diversidade e inovação essas áreas possuírem, melhor serão aproveitadas. É o caso do terraço compartilhado, conhecido como rooftop, uma tendência que nasceu em Nova York e que também ganha espaço no Brasil. "O rooftop proporciona uma vista privilegiada ao morador do edifício. Um espaço, que em muitos empreendimentos é reservado a um morador, neste caso possibilita momentos de lazer para todos no condomínio", afirma o arquiteto.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Conflitos em condomínios: conheça os mais comuns

A convivência condomínios está em evidência: seja em obras de ficção como “Os Outros” (Globoplay), que, apesar de abordar conflitos em uma sociedade polarizada, traz a ação para dentro do condomínio,

Agenda cultural: veja opções de lazer na baixada

Separamos algumas dicas culturais e de entretenimento para você que mora ou estará pela baixada santista nos próximos meses – e há opções de empreendedorismo ao entretenimento infantil! Confira: 14 de

bottom of page